Sr. Tomaz Augusto Salomão

Sr. Tomaz Augusto Salomão

Antigo Secretário Executivo da SADC

BIOGRAFIA

Sr. Tomaz Augusto Salomão é o Antigo Secretário Executivo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), cuja nomeação foi anunciada na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo realizada em 17 a 18 de Agosto de 2005 em Gaborone, Botswana, e renovada em Setembro de 2009 na Cimeira da SADC realizada em Kinshasa, República Democrática do Congo.

Durante o seu mandato como Secretário Executivo da SADC, ele, entre outras coisas, encabeçou o Processo de Reforma Institucional no Secretariado o qual conduziu à assinatura dos Acordos de Contribuição com a União Europeia (EU) em Novembro de 2012.

A nível Regional, Dr Salomão presidiu ao roteiro da SADC para o processo preparatório da Zona de Comércio Livre da SADC, o qual foi lançado pela Cimeira da SADC em Agosto de 2008. Ele também orientou o processo consultivo de grande amplitude para o Plano Director de Desenvolvimento de Infra-estruturas Regionais da SADC (RIDMP) culminando na sua adopção pela Cimeira em 2012. O Plano Director actualmente constitui o modelo para a implantação de infra-estruturas na Região da SADC.

Ao nível Continental, em conjunção com os Secretários-Gerais da COMESA e da EAC, ele desenvolveu uma estrutura colaborativa robusta para o Programa Tripartido da COMESA-EAC-SADC, para cooperação em áreas de Infra-estruturas, Comércio, Alfândegas e Liberalização Económica, culminando na primeira Cimeira Tripartida em Outubro de 2008, a qual deu início às Negociações Comerciais Tripartidas em curso para uma Grande Zona Tripartida de Comércio prevista para ser lançada em 2016.

No exercício das funções de presidente da Força-Tarefa Tripartida, (COMESA- EAC-SADC), com o apoio da União Africana, ele foi fundamental em reconciliar todas as RECs Africanas, para melhorar a cooperação com o órgão continental, a União Africana.

A nível Político, ele apoiou a Região da SADC em ultrapassar desafios que afectam a Região e facilitou o regresso à normalidade constitucional, trabalhando com equipas de mediação.

No caso do Zimbabué, ele foi fundamental em persuadir os Partidos Políticos nomeadamente, a União Nacional Africana/Frente Patriótica do Zimbabué (ZANU-PF), Movimento para a Mudança Democrática-Tsvangirai (MDC-T) e Movimento para a Mudança Democrática-Ncube (MDC-N) a chegarem a um acordo para ocasionar o Acordo Político Global, o qual foi assinado em Setembro de 2008, e a subsequente formação do Governo de Unidade Nacional (GNU) em Fevereiro de 2009.

No caso de Madagáscar e Lesotho, trabalhando junto com a União Africana e as  Nações Unidas, através das equipas de mediação, ele desempenhou um papel muito construtivo ao estabelecer confidência e confiança entre Partidos Políticos para trazer ambos os países à normalidade política depois das eleições de 2012 e 2013 respectivamente.

Mais recentemente, ele desempenhou um papel fundamental na formação da brigada de intervenção da SADC e mais tarde nas negociações com as Nações Unidas, União Africana e a Região dos Grandes Lagos para a sua incorporação dentro da Missão de Estabilização da Organização das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUSCO), conduzindo à neutralização do Grupo Rebelde M23 na parte oriental da República Democrática do Congo.

O mandato do Dr Salomão como Secretário Executivo da SADC terminou na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo realizada em Lilongwe, Malawi, em Agosto de 2013, onde a Cimeira elogiou-lhe pela sua extraordinária contribuição e realizações notáveis durante o seu mandato.

Ele actualmente é o Presidente do Conselho de Administração do Standard Bank, Moçambique, (-nao executivo)-, e Professor  Visitante na Escola de Governação da Universidade do Witwatersrand em Joanesburgo, África do Sul.

Dr Salomão, de 61 anos de idade, nascido em 16 de Outubro dce 1954 em Inharrime, Província de Inhambane em Moçambique, tem feito contribuições significativas para o desenvolvimento do seu país e da Região, servindo o seu país em posições de liderança por um período de 22 anos. Ele foi Ministro dos Transportes e Comunicações de 2000 a 2004. Durante este período, ele também ocupou tais  cargos internacionais como Presidente do Comité de Ministros da União Africana responsável pelo desenvolvimento de Informação, Ciência e Tecnologia pelo período 2003-2004, e Presidente do Comité dos Transportes e Comunicações da SADC (SATCC) de 2000 a 2002.

Dr Salomão, também é ex-Ministro do Plano e Finanças da República de Moçambique (1994 a 1999), que é bem conhecido e respeitado na Região (E NÃO SÓ). No exercício do cargo de Ministro do Plano e Finanças, durante o período de reconstrução em Moçambique seguinte ao Acordo de Paz, ele também serviu como Governador para Moçambique no Banco Africano de Desenvolvimento, Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial. No exercício das suas funções como Governador para Moçambique, ele conseguiu construir confiança com essas Instituições e outros Parceiros de Cooperação Internacional para mobilizar os recursos extremamente necessários para a reconstrução pós-guerra e programa de reforma económica de Moçambique.

ELE FOI TAMBÉM FUNDAMENTAL NA PREPARAÇÃO DO CAMINHO PARA A CRIAÇÃO DE UM AMBIENTE CONDUCENTE PARA ATRAIR INVESTIMENTO DIRECTO ESTRANGEIRO PRIVADO PARA O PAÍS.

Tendo servido como Secretário Executivo da SADC, combinado com o seu cargo actual de Presidente do Conselho de Administração do Standard Bank Mozambique, e a sua pesquisa permanente na Escola de Governação da Universidade do Wits, fornece ao Dr Salomão antecedentes necessários (sociais, económicos e políticos) para ajudar INSTITUIÇÕES Africanas em assistir o Continente Africano a vencer desafios a médio e longo prazo de pobreza, desigualdade e subdesenvolvimento.

Dr Salomão é fluente em Inglês e Português, e também compreende e fala Francês.

Antes da sua nomeação como Secretário Executivo da SADC, Dr Salomão era Deputado em Moçambique seguinte às eleições de 2004.

Dr Salomão recebeu a sua formação académica em Moçambique onde, durante os seus primeiros anos lectivos, lhe foi conferida uma qualificação de Contabilista Público Certificado em 1972. Em 1976 foi-lhe conferido o grau de Bacharelato em Economia e em 1990, ele alcançou o seu Mestrado em Economia pela Universidade Eduardo Mondlane em Maputo, onde mais tarde se tornou docente de Economia entre 2000 e 2004.

A seu trabalho de investigacao em curso,sobre a INTEGRACAO REGIONAL e’ um dos  suportes ao seu de DOUTORAMENTO.